“Sejamos zeladores de nossos Grupinhos e das nossas crianças”

PORTAL2O domingo (05), último dia do ERECRI – Encontro Regional para Evangelizadores de Crianças que aconteceu na Escola Durmeval Trigueiro, em João Pessoa-PB, começou com a recitação do Santo Terço, seguido por um momento de louvor e oração. Em seguida, aconteceram pregações com Hyde Flávia, Coordenadora Nacional do Ministério para Crianças, Tia Paula, Membro do Núcleo Nacional do Ministério e Anabelly Medeiros, Coordenadora do Ministério para Crianças na PB. O evento foi encerrado com a Santa Missa.

Hyde Flávia falou sobre o Ciclo Carismático, ensinou como as crianças devem louvar as Três Pessoas da Santíssima Trindade e falou sobre a pregação, brincadeiras e dinâmicas em um Grupinho. “Usar as brincadeiras e dinâmicas com contexto, a fim de que a criança entenda o que será ensinado”, disse. Já Tia Paula falou sobre a espiritualidade Pentecostal, a formação, os projetos e a missão do Ministério.PORTAL1

Em seguida, Anabelly falou da importância de conhecer a família das crianças dos Grupinhos, ratificou sobre a necessidade dos evangelizadores não permanecerem apenas nos Grupos, mas saírem em missão e exortou os servos do Ministério para serem zeladores dos grupos e das crianças. “Nós precisamos dar algo às nossas crianças, mas algo para elas caminharem. Sejamos zeladores de nossos Grupinhos e das nossas crianças. Nós seguimos uma estrela e chegamos ao ERECRI e aqui aprendemos com o Menino Deus”, concluiu. Logo após, aconteceu um momento de oração, ministrado por Anabelly, Julianne Leiros, Coordenadora Arquidiocesana da RCCPB e Enelyram Ferreira, Secretária da RCC na Arquidiocese.

PORTAL3Por fim, a Missa de encerramento do I ERECRI foi presidida pelo Padre Valdezio Nascimento da Paróquia Renascer em Cabedelo-PB. Ele falou sobre a alegria que os servos devem ter em evangelizar as crianças. “O Senhor nos deu essa missão e, embora seja árdua, não devemos perder a nossa alegria. Muitas vezes nós somos a ultima alternativa que essas crianças terão para serem curadas. Não podemos reprimir as atitudes das crianças, mas devemos ter paciência e sermos sinal do amor de Deus para elas”, disse. Fazendo uma ligação com o Evangelho do dia, o Padre concluiu a homilia dizendo que os evangelizadores das crianças devem ser sinal de esperança. “Temos que levar a esperança a tantas viúvas de Naim, levá-la no seio da sociedade. Devemos ser esperança para as nossas crianças”, ressaltou.

O I ERECRI contou com aproximadamente 250 participantes de todos os estados da Região Nordeste.